Filas, vaias e empurrões marcam vacinação no Paraguai em meio ao aumento de casos de Covid-19 | Mundo

Filas, vaias e empurrões marcam vacinação no Paraguai em meio ao aumento de casos de Covid-19 | Mundo

Várias unidades de vacinação contra Covid-19 foram cenário de distúrbios e incidentes devido ao grande fluxo de pessoas que queriam se vacinar no Paraguai, país onde os hospitais estão sobrecarregados com o aumento das infecções.

O dia foi marcado por empurrões, vaias e gritos de cidadãos que tiveram de suportar uma longa espera devido à elevada presença de voluntários que pretendiam ser vacinados.

O governo permitiu a vacinação desde sábado para maiores de 55 anos e todas as mulheres grávidas.

“O Paraguai está totalmente no vermelho. Provavelmente na próxima semana chegará ao nível 4, que é o alerta máximo”, disse o diretor de Vigilância Sanitária do Ministério da Saúde, Guillermo Sequera.

O alerta de Sequera, somado ao último anúncio oficial que registrou 149 mortes nas últimas 24 horas, além de 2.698 casos positivos, levou a população a se vacinar, informaram as autoridades sanitárias.


Desde o aparecimento do vírus, em março de 2020, o Paraguai registrou um total de 387.687 mortes.

Sequera admitiu no sábado que houve desorganização dos postos de vacinação, mas que não eram esperadas tantas pessoas.

“Estamos em um pico histórico. Celebro que a população esteja se conscientizando. Estamos no topo. O mais preocupante é que as infecções estão tomando conta de todo o território nacional”, disse a jornalistas o porta-voz da Saúde.

O epidemiologista revelou que na região metropolitana de Assunção (cerca de 2 milhões de habitantes) o contágio estagnou, mas no interior do país “os casos estão aumentando”.

Ele disse que o tamanho da epidemia é muito maior do que os números oficiais.

Sequera informou que 4% da população já foi vacinada contra a Covid-19 e que a meta é chegar a 30%.

O Paraguai recebeu 304.800 doses da vacina AstraZeneca, 250 mil da Sinopharm, 20 mil da Coronavac, 200 mil da Covaxin, 100 mil da Moderna, 40 mil da Sputnik-V.

O presidente Mario Abdo Benítez confirmou em sua conta no Twitter que 150 mil doses de AstraZeneca doadas pelo México chegarão no domingo.

Sequera garantiu que na primeira quinzena de julho o Paraguai avançará na vacinação em massa que se estenderá aos maiores de 18 anos.

Compartilhe

Comente

Acesse e confira produtos incríveis…
Participe desse experiência.
3Cs – Confira! Compre! Compartilhe!

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .