Bahia inicia elaboração dos inventários de Gases de Efeito Estufa

Bahia inicia elaboração dos inventários de Gases de Efeito Estufa

A elaboração dos inventários de Gases de Efeito Estufa (GEEs) promete ser um importante passo para a Bahia na construção do Plano Estadual de Enfrentamento às Mudanças Climáticas.

Iniciado na quarta-feira, 14, o instrumento integra as medidas adotadas pela Secretaria de Meio Ambiente (Sema) e Instituto de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema) para atualizar a Política de Mudanças Climáticas do Estado da Bahia, instituída em 2011, e determinará uma linha base sobre a qual vão incidir as metas de redução da emissão desses gases e as ações desenvolvidas para o enfrentamento das alterações climáticas no estado.

Em entrevista para o programa Isso é Bahia, da rádio A TARDE FM (103.9), o secretário do Meio Ambiente do Estado da Bahia, João Carlos Oliveira, explicou a importância da medida para o estado.

“No mundo moderno de hoje as discussões sobre as mudanças climáticas são uma pauta mundial e a Bahia não poderia ficar de fora. Buscamos parceria com o Ministério Público e com a ONG Governos Locais pela Sustentabilidade (ICLEI) para mensurar a emissão de gases do efeito estufa na Bahia e para isso precisamos fazer esse inventário. Precisamos identificar na Bahia, um estado com muitos municípios e quatro biomas bem identificados, onde estão as maiores emissões para podermos investir em mitigação e adaptação das políticas climáticas”, afirmou o secretário, que apontou os setores da geração de energia e da agropecuária como os dois principais emissores a partir de relatórios preliminares.

“Temos informações de pesquisas que a geração de energia e a agropecuária são os dois setores que mais geram gases de efeito estufa. Mas isso é preliminar e vamos esperar o resultado do inventário para que possamos efetivamente agir para diminuir essas emissões”, pontuou.

Gestão nacional

Questionado sobre a demora para formular políticas para esse setor, já que a última atualização da Política de Mudanças Climáticas do Estado da Bahia data de 2011, João Carlos afirmou que o trabalho de estudo para a viabilização do projeto levou tempo e que a urgência da pauta ambiental no atual momento do Brasil, sob a gestão do Ministério do Meio-Ambiente comandado por Ricardo Salles, deu urgência para que os trabalhos fossem iniciados.

“Alguns fatos precisaram ser concluídos, dialogamos com o governador para retomar o fórum de mudanças climáticas e agora vamos trabalhar os inventários dos 417 municípios do estado da Bahia. Vamos procurar as ações que possam nos auxiliar a diminuir essas emissões e é um trabalho conjunto com os variados setores da economia e a população. Nós da secretaria estimulamos o diálogo. Vemos a dificuldade que o Brasil está tendo com países exportadores de commodities agrícolas por conta da gestão nacional do Meio Ambiente, então é uma agenda mundial que influencia diretamente a economia brasileira e vamos buscar auxiliar nisso”, finalizou.



Compartilhe

Comente

Acesse e confira produtos incríveis…
Participe desse experiência.
3Cs – Confira! Compre! Compartilhe!

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .