Codesal orienta população sobre como agir ao ouvir sirene em área de risco

Codesal orienta população sobre como agir ao ouvir sirene em área de risco

Salvador vem sofrendo com fortes chuvas desde a quinta-feira passada, 8, após a chegada de uma frente fria. De acordo com a Defesa Civil de Salvador (Codesal), até o último domingo, 11, pelo menos 1.605 ocorrências foram registradas na capital baiana.

Entre os registros, estão deslizamentos de terra, alagamento de imóveis e áreas infiltradas. Como forma de alertar a população de áreas de risco, oito localidades da cidade tiveram sirenes acionadas por meio do Sistema de Alerta e Alarme do órgão.

Coordenadora de Ações de Prevenção e Redução de Riscos da Codesal, Gabriela Morais, explica como funciona o acionamento das sirenes.

“Conforme o Plano Preventivo de Defesa Civil, nós monitoramos e mapeamos as áreas onde pode ter alagamento e deslizamento de terra. São quatro os níveis de risco: em observação, quando há normalidade; atenção; alerta; e alerta máximo. Somente neste último caso, quando temos 150 mm de chuvas durante 72 horas e previsão de chuva forte a muito forta, a sirene é acionada”, revelou, por meio de nota divulgado pelo órgão.

A instrução da Codesal aos moradores de área de risco onde houve acionamento da sirene é a saída imediata do imóvel, portando apenas documentação mínima e remédios Em seguida, essas pessoas são conduzidas aos abrigos organizados pela Prefeitura em escolas municipais.

O passo seguinte é a vistoria pela Codesal da área e dos imóveis evacuados a fim de avaliar a viabilidade de cada morador deslocado retornar para a própria residência. Se o imóvel estiver comprometido pela chuva, os desalojados ou desabrigados serão cadastrados na Secretaria Municipal de Promoção Social, Combate à Pobreza, Esportes e Lazer (Sempre), para que possam ter acesso ao auxílio moradia.

Apoio dos Nupdecs

Nas áreas de risco mapeadas, a Codesal realiza a formação do Núcleo Comunitário de Prevenção e Defesa Civil (Nupdec), cujo objetivo é capacitar um grupo de moradores locais para reduzir riscos e danos em caso de chuvas fortes. A capacitação aborda temas sobre defesa civil, percepção de risco, primeiros socorros e assistência em situações de desastre.

“Nós fazemos um simulado com o Nupdec para eles saberem como agir quando a sirene de alerta é acionada. Seguimos o mapa de evacuação previamente traçado e as orientações estabelecidas no treinamento”, assinala Gabriela.

Contato

Em caso de emergência, a exemplo de alagamentos, deslizamentos, rachaduras e ameaças de desabamento, o cidadão deve buscar ajuda imediata da Codesal pelo telefone gratuito 199.



Compartilhe

Comente

Acesse e confira produtos incríveis…
Participe desse experiência.
3Cs – Confira! Compre! Compartilhe!

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .