Moderna começa testes de vacina contra Covid em crianças | Vacina

Moderna começa testes de vacina contra Covid em crianças | Vacina

A empresa americana de biotecnologia Moderna anunciou, nesta terça-feira (16), que começou os testes clínicos de sua vacina contra a Covid-19 em crianças. Os ensaios serão feitos nos Estados Unidos e Canadá e devem reunir 6.750 crianças ao todo. Os participantes terão no mínimo 6 meses de idade e precisam ser menores de 12 anos.

Os ensaios serão de fase 2 e 3, conduzidas ao mesmo tempo. Nessas fases, os cientistas testam a segurança e eficácia de uma vacina em centenas e milhares de voluntários, respectivamente (veja detalhes dos testes mais abaixo).

A vacina da Moderna é a única aplicada nos Estados Unidos, hoje, que pode ser dada a pessoas com 16 anos ou mais. As outras vacinas que o país aprovou, a da Pfizer e a da Johnson, só podem ser aplicadas a partir dos 18 anos.

As vacinas da Moderna e da Pfizer usam a tecnologia de RNA mensageiro para induzir a formação de anticorpos contra o coronavírus. Já a vacina da Johnson usa a plataforma de vetor viral. (Veja infográficos abaixo). Nenhuma das três está disponível no Brasil.


Infográfico mostra como funcionam vacinas de RNA contra o coronavírus — Foto: Anderson Cattai/Arte G1

Segundo a Moderna, 53 milhões de doses da vacina criada pela empresa já foram aplicadas nos EUA. O imunizante é dado em duas doses.

“Este estudo pediátrico nos ajudará a avaliar a possível segurança e imunogenicidade [capacidade de induzir produção de anticorpos] de nossa vacina candidata contra a Covid-19 nesta população mais nova importante”, declarou o presidente da Moderna, Stéphane Bancel.

Crianças checam a temperatura em um robô em uma demonstração em uma escola primária em Madri, no dia 4 de setembro, em meio à pandemia da Covid-19. — Foto: Paul White/AP

Os ensaios com crianças terão duas partes e serão conduzidos da seguinte forma:

  • Cada participante receberá 2 doses, dadas com 28 dias de diferença. A segurança e a capacidade da vacina em gerar anticorpos é um dos objetivos primários do estudo.
  • Na parte 1, cada participante com 2 anos de idade completos a 11 anos pode receber 50μg (microgramas) ou 100μg da vacina. As crianças de 6 meses de idade até 2 anos incompletos receberão 25μg, 50μg ou 100μg da vacina. Não haverá grupo controle nesta fase, ou seja: todas crianças receberão alguma dose de vacina.
  • Uma análise provisória será conduzida para determinar qual dose será usada na parte 2 dos ensaios. Nesta etapa, haverá grupo controle, ou seja: alguns participantes não vão receber dose nenhuma da vacina.
  • As crianças serão acompanhadas por 12 meses após a segunda vacinação.

Versão mais estável em testes

Na segunda-feira (15), a Moderna anunciou que começou os testes, em adultos, de uma versão mais estável da vacina – a mRNA-1283, que poderá ser mantida em refrigeradores comuns. Hoje, a vacina da Moderna precisa ser mantida a -20ºC para conseguir ser armazenada por 6 meses.

A cadeia de frio de vacinação brasileira precisa que os imunizantes possam ser mantidos entre 2ºC e 8ºC, por exemplo.

A intenção é que a nova vacina seja avaliada, em estudos futuros, para ser usada como dose de reforço para pessoas já vacinadas – e, também, como a primeira vacina para pessoas que não tenham anticorpos contra o coronavírus.

Por enquanto, a Moderna começou os testes de fase 1 da mRNA-1283 quando a segurança e a capacidade da vacina de gerar anticorpos são avaliadas em estágios iniciais, geralmente com dezenas de participantes.

Os ensaios serão feitos da seguinte forma:

  • Um grupo de adultos receberá duas doses da vacina em uma das três quantidades: 10µg, 30µg ou 100µg, com 28 dias de diferença.
  • Outro grupo receberá uma única dose, de 100µg.
  • Os resultados serão, então, comparados com os da dosagem que é usada hoje da vacina anterior, a mRNA-1273 – de duas doses com 100µg cada.

O Centro de Controle de Doenças americano (CDC, na sigla em inglês) aponta que 110,7 milhões de doses de vacina já haviam sido aplicadas nos EUA até as 7h desta terça (16), no horário de Brasília. Ao todo, 39 milhões de pessoas já estavam completamente vacinadas (as vacinas da Pfizer e da Moderna são dadas em duas doses).

No Brasil, são cerca de 10 milhões de doses aplicadas. Apenas 3,6 milhões de pessoas receberam ambas as doses de alguma vacina – o que representa 4,67% da população de grupos prioritários e 1,7% da população brasileira.

Veja VÍDEOS da vacinação no Brasil:

Compartilhe

Comente

Acesse e confira produtos incríveis…
Participe desse experiência.
3Cs – Confira! Compre! Compartilhe!

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .