Prefeitura lança Operação Chuva com investimento superior a R$ 48 milhões

Prefeitura lança Operação Chuva com investimento superior a R$ 48 milhões

Mesmo com a previsão de chuvas indicando um indíce pluviométrico 40% abaixo do medido em 2020, a Prefeitura de Salvador intensificará as medidas preventivas e emergenciais para diminuir os impactos do período chuvoso na cidade.

Presente na sede da Defesa Civil de Salvador (Codesal), na Avenida Bonocô, o prefeito Bruno Reis (DEM) lançou nesta segunda-feira, 15, a Operação Chuva, que contará com um investimento total de R$48,4 milhões neste ano.

Na prática, a Operação Chuva é dividida em duas etapas, sendo uma delas preparatória – que ocorre durante todo o ano e corresponde à intensificação das ações preventivas. A outra etapa é de alerta, realizada nos meses de abril a junho com medidas de monitoramento e resposta às situações de risco ou desastre. A aplicação de geomantas para evitar deslizamentos de terra também serão continuadas.

“Aqui em Salvador estabelecemos como prioridade, desde a nossa chegada a gestão, a contenção de áreas de risco. Enfrentar fenômenos meteorológicos não é fácil. A cidade está muito mais preparada para as chuvas que nos anos anteriores, mas ninguém está imune a muita chuva em pouco tempo, isso em qualquer lugar do mundo, por mais desenvolvido que seja”, destacou o prefeito.

Demais ações

Como parte da etapa de Alerta da Operação Chuva 2021, a Codesal já está cadastrando gratuitamente qualquer cidadão que deseja receber informações e avisos meteorológicos. Para isso, basta enviar SMS para o número 40199, informando apenas o CEP.

Em parceria com o Centro de Monitoramento e Alerta da Defesa Civil (Cemadec), a administração municipal instalará, ainda neste ano, 15 Plataformas de Coleta de Dados Geotécnicos (PCD Geotécnica), compostas por pluviômetros e sensor de umidade. Com isso, será possível ter maior precisão na emissão de alertas de risco de deslizamentos e antecipação das ações de prevenção dos impactos socioambientais.

Além da Codesal, os órgãos municipais envolvidos na Operação Chuva 2021 são a Companhia do Desenvolvimento Urbano de Salvador (Desal), Guarda Civil Municipal (GCM), Empresa de Limpeza Urbana de Salvador (Limpurb), e secretarias Geral de Articulação Comunitária e Prefeituras-Bairro, Desenvolvimento Urbano (Sedur), Manutenção da Cidade (Seman), além de Promoção Social, Combate à Pobreza, Esportes e Lazer (Sempre).

Previsão

De acordo com dados divulgados pela Codesal, a previsão climática para o trimestre abril/maio/junho de 2021 em Salvador aponta que a tendência é que a ocorrência de chuvas seja abaixo da normal climatológica para o período, que é de 821,1mm. Diferente de 2020, que superou as projeções.

O índice pluviométrico de abril naquele ano foi de 545,5 mm, frente aos 295,7 que eram esperados. A alta também foi registrada em maio, quando o total acumulado foi de 454,2 mm em comparação aos 279,8 mm que estavam previstos. Em junho, as precipitações somaram índice de 270 mm, ante aos 245,6 mm que eram aguardados pelos meteorologistas.



Compartilhe

Comente

Acesse e confira produtos incríveis…
Participe desse experiência.
3Cs – Confira! Compre! Compartilhe!

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .