Com granadas e armas de grosso calibre, criminosos promovem noite de terror na Valéria

Com granadas e armas de grosso calibre, criminosos promovem noite de terror na Valéria

Um confronto entre grupos de traficantes rivais levou pânico para a população do bairro de Valéria, em Salvador, na noite desta terça-feira, 15. De acordo com relatos de moradores, os criminosos realizaram disparos por cerca de uma hora com armas de grosso calibre e até granadas.

Os estampidos tiveram início por volta das 23h. Tiros de pistolas, espingardas e fuzis transformaram a região de Nova Brasília de Valéria e a localidade do Penacho Verde em verdadeiros campos de guerra.

O medo foi compartilhado por alguns moradores nas redes sociais. “A coisa está feia!”, sussurrou um homem num áudio que mostra uma série de disparos em sequência. “O bicho está pegando aqui”, resumiu outro morador por meio do WhatsApp. “Mais uma noite de terror em Valéria, muitos tiros, granadas e gritos de facção”, diz texto publicado na página Valéria News, no Facebook.

As marcas dos disparos ficaram estampadas nas fachadas das casas. Diversas capsulas de balas, inclusive calibre 12, foram encontradas nesta manhã. Segundo a assessoria da Polícia Civil, não houve registro de mortes na localidade em decorrência do confronto.

Cenário de guerra nas ruas do bairro | Fotos: Cidadão Repórter | WhatsApp
Cenário de guerra em uma das localidades do bairro | Fotos: Cidadão Repórter | WhatsApp

Procurada pelo Portal A TARDE, a Polícia Militar informou que “o policiamento seguiu reforçado durante a madrugada desta quarta-feira, 16, no bairro de Nova Brasília e na localidade do Sossego, em Valéria, devido a rumores de disputa pelo tráfico de drogas na região”.

Entretanto, segundo a corporação, guarnições da 31ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Valéria) e da Companhia Independente de Policiamento Tático (CIPT) Rondesp BTS realizaram rondas e não constataram nenhuma troca de tiros nas localidades. “O comércio encontra-se aberto e as linhas de ônibus estão circulando normalmente”, conclui a nota.

Confrontos constantes

Área de atuação da facção Katiara, o bairro vem sofrendo investidas de traficantes ligados ao Bonde do Maluco. O bairro da Palestina – separado da Valéria pela BR-324 – também tem registrado constantes confrontos.

Na noite de 28 de novembro, quatro suspeitos foram mortos após entrarem em confronto com PMs no bairro de Valéria. Na ocasião, conforme divulgado pela Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA), duas pistolas, uma espingarda calibre 12, um revólver calibre 38, munições, balaclava, colete balístico, um rádio comunicador, embalagens para armazenar drogas, roupa camuflada e 56 porções de maconha foram apreendidos.

No mesmo bairro, um fuzil modelo AK47 de fabricação russa foi apreendido por equipes da Polícia Militar, no sábado, 12, após traficantes fugirem de um cerco. 

O outro episódio de disparos de arma de fogo, ocorrido desta vez na Boca da Mata de Valéria, foi registrado na tarde de segunda-feira, 14. Testemunhas disseram que homens armados a bordo de um veículo chegaram em um largo e efetuaram disparos. Não houve registro de feridos. 

Em nota enviada ao A TARDE, a Secretaria de Segurança Pública informou que determinou o reforço das ações preventivas e repressivas na região de Valéria, para combater a disputa entre traficantes.

 




Compartilhe
Comente

Dum Leão

dumleao

Acesse e confira produtos incríveis…
Participe desse experiência.
3Cs – Confira! Compre! Compartilhe!