Confiança do empresariado baiano cresce em novembro mas segue na zona de pessimismo

Confiança do empresariado baiano cresce em novembro mas segue na zona de pessimismo

O Indicador de Confiança do Empresariado Baiano (ICEB), índice que avalia as expectativas do setor produtivo do estado, calculado pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), apresentou, em novembro, um quadro de maior confiança comparativamente ao observado no mês anterior. Mas ainda segue na zona de pessimismo.

Numa escala que pode variar de -1.000 a 1.000 pontos, o ICEB marcou -153 pontos, revelando-se negativo pela nona vez consecutiva. A confiança do empresariado local, assim, manteve-se na zona de Pessimismo Moderado.

Com este avanço, o sexto após quatro retrocessos mensais consecutivos, o pessimismo diminuiu mais uma vez e a confiança empresarial manteve a trajetória de recuperação iniciada em junho.

Ainda conforme a SEI, o resultado em novembro representou uma alta de 31 pontos em relação ao registrado em outubro (-184 pontos). No entanto, num comparativo com o registrado um ano antes (-3 pontos), ocorreu uma piora de 150 pontos. Desde janeiro, a confiança acumula uma queda de 222 pontos.

A melhora no nível de confiança de outubro a novembro evidenciou o avanço nos indicadores de três das quatro atividades: Agropecuária, Indústria e Comércio. Apenas o setor de Serviços não apontou alta de um mês ao outro. No comparativo com o mesmo mês do ano passado, por outro lado, todas apresentaram recuo.

Do conjunto de itens avaliados, PIB estadual, crédito e PIB nacional apresentaram os indicadores de confiança em pior situação no mês. Em contrapartida, capacidade produtiva, vendas e exportação foram aqueles com as melhores expectativas do empresariado baiano.




Compartilhe
Comente

Dum Leão

dumleao

Acesse e confira produtos incríveis…
Participe desse experiência.
3Cs – Confira! Compre! Compartilhe!