Lídice comemora crescimento do PSB nas eleições municipais

Lídice comemora crescimento do PSB nas eleições municipais

A presidente do PSB na Bahia, a deputada federal Lídice da Mata, comemorou o desempenho do partido nas eleições municipais do último dia 15. Com 30 prefeitos e 320 vereadores em todo o estado, partido registrou um crescimento de 33% em relação ao pleito de 2016, o que foi ressaltado pela deputada, em entrevista ao programa Isso é Bahia, da rádio A TARDE FM (103.9), como uma conquista e uma base para firmar novos desafios.

“Isso se deve ao trabalho dedicado da nossa executiva, dos nossos deputados estaduais e federais que integram o fortalecimento do nosso partido. Nós também integramos a base de um governo que tem mais de 70% de aprovação e tudo isso interfere no ambiente de fortalecimento do partido e a partir de agora temos grandes desafios. O crescimento de um partido passa pela necessidade de manter sua identidade, da aprovação de seus prefeitos, deputados e vereadores e o desafio é esse. Defendemos que mesmo dentro do governo, onde a tendência é que os posicionamentos se unifiquem e essa identidade se dilua, mantenhamos nossas características próprias”, avaliou.

A parlamentar aproveitou ainda para elogiar a atuação do correligionário, o deputado federal Marcelo Nilo nas eleições. De acordo com Nilo, sua participação teria influenciado na eleição de 25 prefeitos, com 12 sendo do próprio partido, o que foi visto como uma tentativa de capitalizar os resultados, algo rechaçado por Lídice.

“Nosso trabalho é um trabalho coletivo. Não há uma predominância do trabalho de um parlamentar sobre os demais e acho que não foi essa a intenção de Marcelo. É um deputado federal que entrou recentemente no partido e só tem somado. Essa semana lançamos um manifesto de apoio a Boulos e Erundina em SP e estávamos eu e Marcelo. Temos tido as mesmas posições nacionalmente e acho que essa é uma razão a mais para o crescimento do partido. A existência dessa unidade”, ponderou.

A deputada disse ainda que o modelo eleitoral precisa ser revisto no Brasil. De acordo com ela, as novidades para esta eleição municipal como o fim das coligações proporcionais e a cláusula de barreira, precisam ser revistas para poder determinar se realmente possuem contribuição para o processo democrático.

“Talvez a lei eleitoral no Brasil precise ser revista. Precisamos ver se essas últimas mudanças serviram para reforçar o caráter democrático nos partidos. Tudo isso precisa ser revisado agora. Se o congresso visou diminuir o número de partidos e de candidatos para aumentar a força dos partidos políticos, é necessário avaliar se isso aconteceu neste processo eleitoral”.

 




Compartilhe
Comente

Dum Leão

dumleao

Acesse e confira produtos incríveis…
Participe desse experiência.
3Cs – Confira! Compre! Compartilhe!