“Não podemos tolerar o discurso de ódio e precisamos fortalecer combate à LGBTfobia”, diz Marta sobre crime contra cabeleireiro

“Não podemos tolerar o discurso de ódio e precisamos fortalecer combate à LGBTfobia”, diz Marta sobre crime contra cabeleireiro

A vereadora e candidata à reeleição, Marta Rodrigues (PT), que é presidenta da Comissão de Direitos Humanos e Democracia da Câmara Municipal de Salvador, se solidarizou com a família do cabeleireiro Rauan Pereira, vítima de LGBTfobia, que segue internado em estado grave após ser esfaqueado e apedrejado dentro de casa, no bairro Vila Ruy Barbosa, em Salvador.

“Um horror, uma tristeza. Desejo muita força à família. Continuaremos na luta contra a LGBTfobia, essa barbaridade, que só cresce com o discurso de ódio que vivemos no Brasil reforçado, infelizmente, pelo governo Bolsonaro. Esperamos a investigação do caso e que a lei seja aplicada, pois LGBTfobia é crime”, disse Marta Rodrigues.

A vereadora reforça a importância da população fazer a denúncia e declarar, no boletim de ocorrência, que a motivação do crime foi LGBTfobia, para que os casos sejam notificados e se tenham dados para estabelecer políticas públicas mais eficientes.

“A LGBTfobia é mais um crime, como o racismo, o feminicídio e a violência contra a mulher, que é motivado pelo preconceito, pela ignorância e por fanatismo religioso”, declarou.




Compartilhe
Comente

Dum Leão

dumleao

Acesse e confira produtos incríveis…
Participe desse experiência.
3Cs – Confira! Compre! Compartilhe!