“Não podemos politizar a vacina”, diz secretário de saúde da Bahia

“Não podemos politizar a vacina”, diz secretário de saúde da Bahia

O secretário de Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas,  publicou, em uma rede social, um apelo contra a politização da vacina contra o novo coronavírus.  A declaração ocorre após  o presidente Jair Bolsonaro dizer que o governo não comprará a vacina CoronaVac, que está sendo desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac em parceria com o Instituto Butantan. 

“Não podemos politizar a vacina, nem qualquer aspecto relacionado à pandemia. A postura do ministro Pazuello [da saúde] foi elogiada por todos, independente de posições partidárias. Espero que alguém possa conversar com calma e esclarecer o presidente”, escreveu Vilas-Boas.

O secretário segue o governador Rui Costa (PT), que saiu em defesa do ministro da saúde, Eduardo Pazuello, na manhã desta quarta-feira, 21. 

Desencontro

Nesta terça-feira, 20, o ministro da saúde, Eduardo Pazuello, em um encontro com governadores, havia assinado um protocolo de intenções para adquirir 46 milhões de doses da vacina Coronavac. Na manhã de hoje, 21, no entanto, Bolsonaro desautorizou o ministro nas redes sociais.

O presidente foi questionado por seguidores nas redes sociais sobre aquisição da “vacina chinesa”, e Bolsonaro negou com veemência qualquer tratativa para adquirir a vacina:  “NÃO SERÁ COMPRADA” e “Tudo será esclarecido hoje. Tenha certeza, não compraremos vacina chinesa. Bom dia”, respondeu. 




Compartilhe
Comente

Dum Leão

dumleao

Acesse e confira produtos incríveis…
Participe desse experiência.
3Cs – Confira! Compre! Compartilhe!