Madri avalia toque de recolher para conter 2ª onda da Covid-19 | Mundo

Madri avalia toque de recolher para conter 2ª onda da Covid-19 | Mundo

O governo de Madri avalia a criação de um toque de recolher na capital da Espanha para conter uma segunda onda do coronavírus, disse nesta terça-feira (20) um porta-voz da secretaria de Saúde da região autônoma.

O conselheiro regional, Enrique Ruiz Escudero, disse em entrevista à agência Europa Press que a medida seria parecida com a implantada na França. Na semana passada, o governo de Emmanuel Macron ordenou um toque de recolher em Paris e outras oito cidades francesas das 21h às 6h.

Duas províncias belgas – Luxemburgo e Brabant-Vallon – também decretaram toque de recolher por 15 dias, de 1h às 6h. Todos os deslocamentos não essenciais ficam proibidos nesse horário. A Bélgica registrou um aumento de 79% de novos casos da Covid-19 apenas na última semana.

Madri tem um dos maiores focos ativos do vírus na Europa – com mais de 974 mil casos e 33,9 mil mortes. As autoridades regionais da capital não têm poder de impor este toque de recolher e a medida precisaria ser confirmada pelo governo central do socialista Pedro Sánchez.


Motorista para em um posto de controle em Madri, na Espanha, nesta segunda-feira (21). Região está sob novas regras de restrição da circulação por causa do novo coronavírus — Foto: Bernat Armangue/AP

Em 9 de outubro, a Espanha decretou “estado de emergência” de duas semanas para impor um lockdown –ou bloqueio– parcial dentro e nos arredores da capital. Com a decisão, por 15 dias, os moradores de Madri não podem deixar a cidade. O decreto tem validade até a próxima sexta-feira (23).

A Espanha é 6º país do mundo com maior número de casos confirmados da doença, são 974.449, segundo a Universidade Johns Hopkins. Desde setembro, os espanhóis estão vendo a curva de casos subir e os números são maiores do que na “primeira onda”.

Apenas na semana passada, mais de 8 mil pessoas morreram de Covid-19 na Europa. O continente, que já foi apontado como epicentro da pandemia no mundo, voltou a tomar medidas duras para conter um novo avanço da doença.

A Europa registrou mais de 250 mil mortes por complicações do novo coronavírus até este domingo (18), segundo um levantamento feito pela agência de notícias France Presse. O número equivale a um quinto de todas as mortes por Covid-19 no mundo.

A maior parte das mortes está concentrada em cinco países: Reino Unido, Itália, Espanha, França e Rússia.

VÍDEOS sobre o coronavírus


Compartilhe
Comente

Dum Leão

dumleao

Acesse e confira produtos incríveis…
Participe desse experiência.
3Cs – Confira! Compre! Compartilhe!