Dois jornalistas do ‘Le Monde’, da França, são feridos ao cobrir conflito entre Armênia e Azerbaijão | Mundo

Dois jornalistas do ‘Le Monde’, da França, são feridos ao cobrir conflito entre Armênia e Azerbaijão | Mundo

Dois jornalistas do jornal francês “Le Monde” ficaram feridos em um bombardeio na Armênia nesta quinta-feira (1º).

Eles estavam na cidade de Martuni, onde chegaram para cobrir o conflito na região de fronteira de Nagorno-Karabakh, entre o Azerbaijão e a Armênia.

Mapa mostra local onde dois jornalistas do ‘Le Monde’ foram feridos — Foto: G1

Dois profissionais armênios também foram atingidos.

Cerca de 100 pessoas morreram em decorrência de combates na região desde a última sexta-feira.

5 pontos para entender os confrontos entre Armênia e Azerbaijão

5 pontos para entender os confrontos entre Armênia e Azerbaijão

Há uma disputa pela região de Nagorno-Karabakh, que fica no território do Azerbaijão, mas é de maioria étnica armênia.

Os separatistas, apoiados pela Armênia, e as tropas do Azerbaijão entraram em confronto na semana passada. Há temores da explosão de uma guerra aberta entre os dois países.

Russos e armênios formam uma aliança militar, enquanto a Turquia apoia o Azerbaijão — país próximo cultural e etnicamente. No entanto, o atual governo da Armênia esfriou as relações com Moscou, que, por sua vez, tem relações estáveis com as autoridades azeris.

Jornalistas a serviço do ‘Le Monde’ serão retirados

Além desses quatro, havia outros jornalistas no grupo. De acordo com o “Le Monde”, ao menos um policial também morreu no atentado.

Emmanuel Macron, o presidente da França, disse que o governo está se mobilizando para repatriar os dois jornalistas. Segundo ele, há um avião médico pronto para partir.

Combates entre Armênia e Azerbaijão entram no quarto dia e sem sinal de recuo

Combates entre Armênia e Azerbaijão entram no quarto dia e sem sinal de recuo


Compartilhe
Comente

Dum Leão

dumleao

Acesse e confira produtos incríveis…
Participe desse experiência.
3Cs – Confira! Compre! Compartilhe!