STJ autoriza prisão domiciliar para desembargadora

STJ autoriza prisão domiciliar para desembargadora

O ministro do Superior Tribunal de Justiça, Og Fernandes, determinou a prisão domiciliar da desembargadora do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), Sandra Inês Rusciolelli, e do seu filho, Vasco Rusciolelli, denunciados na 5ª fase da Operação Faroeste.

A desembargadora, que está presa no Presídio da Papuda desde março deste ano, foi acusada no âmbito da operação que apura um esquema de venda de decisões judiciais que beneficiariam a grilagem de terras no interior do estado.

Sandra e Vasco fizeram um acordo de delação premiada junto ao Ministério Público Federal (MPF) e o documento, que vazou nas redes, aponta outros desembargadores e autoridades baianas no esquema. A conversão da prisão para o regime domiciliar pode significar a homologação da delação pelo STJ.




Compartilhe
Comente

Dum Leão

dumleao

Acesse e confira produtos incríveis…
Participe desse experiência.
3Cs – Confira! Compre! Compartilhe!