Olívia afirma que estará no segundo turno com apoio de Rui Costa

Olívia afirma que estará no segundo turno com apoio de Rui Costa

Deputada estadual e candidata do Partido Comunista Brasileiro (PCdoB) à prefeita de Salvador, Olívia Santana, disse que respeita os dados do levantamento A TARDE/Potencial Pesquisa,nesta quinta-feira, 24, que mostrou um empate técnico na base do governador Rui Costa (PT), entre seu nome, o de Major Denice Santiago (PT) e o do deputado federal Pastor Sargento Isidório (Avante).

Olívia diz, no entanto, que “considerando o histórico das pesquisa eleitorais, nunca aposto minhas fichas, não me oriento e nem balizado minha campanha por elas”. Para justificar essa postura, ela lembra da sua disputa à Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), em 2016, quando pesquisas internas e externas indicavam que estaria disputando a última vaga do partido e com grandes chances de não se eleger, e acabou sendo eleita como a segunda mais votada da sigla.

“Nunca fui apadrinhada por ninguém, nunca tive uma tutela de alguém que me pegasse pelo braço e dissesse: ‘Você vai ser candidata’. A nossa campanha é fortalecida pelo apoio popular, e digo para você que nas ruas de Salvador, o sentimento é outro, diferente da pesquisa”, diz,

Olívia avalia que o crescimento do candidato do Democratas, Bruno Reis, no eleitorado não afetará o pleito em 2020, que segundo acredita, será decidido no segundo turno.

“Não tenho dúvida que haverá segundo turno. Estamos nas preliminares, o processo eleitoral nem começou e é muito prematuro indicar, dizer que não terá um segundo turno. Acredito que haverá e que nossa candidatura tem potencial de crescimento. Quando tivermos oportunidade de expressar, propor nossas ideias, um enfrentamento da brutal desigualdade que há em Salvador, vamos crescer e vamos ao segundo turno dessa disputa municipal”, assegurou Santana.

Com boa avaliação entre eleitores com renda acima de 5 salários ( 13% das intenções de voto), e com formação universitária (18%, na segunda coocação), Olívia ressalta que o seu compromisso é com “os mais pobres”, mas pontua que fica muito feliz pela sensibilidade das pessoas com uma boa renda e escolaridade, de abraçarem seu projeto para unificar Salvador.

“Será um processo de baixo para cima. Sei que é possível aproximar essas duas cidades. Salvador é repartida, dois mundos. A maior parte é a dos excluídos, a outra é da faixa minoritária que conseguem acessar aos bens, serviços e ter assegurados os seus direitos”, afirmou.

O levantamento A TARDE/Potencial Pesquisa mostrou que, em Salvador, o governador Rui Costa (PT) está bem avaliado, com 63% dos soteropolitanos classificando seu governo como ótimo e bom. Olívia Dantana que o apoio do governador e dos partidos da base será fundamental na decisão de uma eleição em segundo turno.

“Minha candidatura não artificial. Eu tenho uma história, trajetória colada com esse projeto que transforma a Bahia, que mudou o Brasil e, portanto, é com essa bagagem, com essa experiência de quem já foi do Executivo, tanto municipal como estadual, que eu me apresento para Salvador. Rui é nosso grande cabo eleitoral e, na hora certa, com o seu apoio e dos partidos da base, vamos fortalecer um projeto de uma salvador mais humana”, ressaltou ela.




Compartilhe
Comente

Dum Leão

dumleao

Acesse e confira produtos incríveis…
Participe desse experiência.
3Cs – Confira! Compre! Compartilhe!