Argentina registra recorde diário de mortos por Covid-19 em seis meses de confinamento

Argentina registra recorde diário de mortos por Covid-19 em seis meses de confinamento



Foram 429 óbitos, maior número desde início de medidas, em 20 de março. Casos diminuíram em Buenos Aires, que inicia esta semana nova etapa de flexibilização, com funcionamento de restaurantes com espaços externos e obras de construção em etapa final, entre outras atividades. Apesar de restrições por surto de coronavírus, argentinos aproveitam início da primavera em parque de Buenos Aires, na segunda-feira (21)
Reuters/Agustin Marcarian
A Argentina registrou nesta segunda-feira (21) um recorde diário de mortos pela Covid-19, 429, o que eleva para 13.482 o total de vítimas fatais da doença.
Este é o número mais elevado desde que a pandemia atingiu o país sul-americano, que mantém medidas de confinamento desde 20 de março, embora com uma flexibilização progressiva por região.
Segundo o Ministério da Saúde do país, o total de casos chegou a 640.134, com 508.563 recuperados. As províncias com maior número de casos são Buenos Aires, Santa Fé, Córdoba e Mendoza.
Na cidade de Buenos Aires, a quantidade de infectados diminuiu, situando-se hoje em 678. A capital argentina inicia esta semana uma nova etapa em seu confinamento, com a autorização de funcionamento de restaurantes com espaços externos e obras de construção em etapa final, entre outras atividades.
Segundo o relatório oficial, a ocupação das UTIs é de 60,3% em nível nacional e 65,5% na região metropolitana de Buenos Aires.
Initial plugin text


Compartilhe
Comente

Dum Leão

dumleao

Acesse e confira produtos incríveis…
Participe desse experiência.
3Cs – Confira! Compre! Compartilhe!