Maia diz que visita de secretário de Trump a RR ‘afronta’ tradição da política externa brasileira | Política

Maia diz que visita de secretário de Trump a RR ‘afronta’ tradição da política externa brasileira | Política

Para o deputado, a presença de Pompeo no local às vésperas da eleição presidencial nos Estados Unidos não “condiz com a boa prática diplomática internacional” e afronta as políticas brasileiras externa e de defesa. Durante a visita, Pompeo disse que os EUA vão “tirar” Nicolás Maduro da presidência da Venezuela.

Secretário de Estado americano, Mike Pompeo, visita Roraima

Secretário de Estado americano, Mike Pompeo, visita Roraima

“A visita do secretário […], no momento em que faltam apenas 46 dias para a eleição presidencial norte-americana, não condiz com a boa prática diplomática internacional e afronta as tradições de autonomia e altivez de nossas políticas externa e de defesa”, disse Maia em nota.

O deputado acrescentou que, por ser presidente da Câmara, sentia-se na “obrigação” de destacar que a Constituição Federal prevê que o Brasil oriente suas relações internacionais pautado nos princípios de independência, da autodeterminação dos povos, da não-intervenção e da defesa da paz.


“O Barão do Rio Branco deixou-nos um legado de estabilidade em nossas fronteiras e de convívio pacífico e respeitoso com nossos vizinhos na América do Sul. Semelhante herança deve ser preservada com zelo e atenção, uma vez que constitui um dos pilares da soberania nacional e verdadeiro esteio de nossa política de defesa”, afirmou Rodrigo Maia no documento.

Reunião com venezuelanos

Em Roraima, o secretário do governo Donald Trump se reuniu com o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, para, segundo a embaixada norte-americana, discutir a imigração venezuelana. A reunião seria parte de uma agenda de encontros com lideranças latino-americanas.

Na capital Boa Vista, Pompeo provocou aglomeração durante visita ao Posto de Identificação e Triagem da Operação Acolhida.

Ele também se encontrou com uma família de venezuelanos que vive em um local destinado a imigrantes.

A Operação Acolhida é uma força-tarefa humanitária que coordena abrigos e processos de interiorização de venezuelanos que entram no Brasil por Roraima. O trabalho é feito desde março de 2018 pelo Exército, agências da ONU, organizações não governamentais e pela Polícia Federal.

Leia a íntegra da nota de Rodrigo Maia:

A visita do Secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, nesta sexta-feira, às instalações da Operação Acolhida, em Roraima, junto à fronteira com a Venezuela, no momento em que faltam apenas 46 dias para a eleição presidencial norte-americana, não condiz com a boa prática diplomática internacional e afronta as tradições de autonomia e altivez de nossas políticas externa e de defesa.

Como Presidente da Câmara dos Deputados, vejo-me na obrigação de reiterar o disposto no Artigo 4º da Constituição Federal, em que são listados os princípios pelos quais o Brasil deve orientar suas relações internacionais. Em especial, cumpre ressaltar os princípios da: (I) independência nacional; (III) autodeterminação dos povos; (IV) não-intervenção; e (V) defesa da paz.

Patrono da diplomacia brasileira, o Barão do Rio Branco deixou-nos um legado de estabilidade em nossas fronteiras e de convívio pacífico e respeitoso com nossos vizinhos na América do Sul. Semelhante herança deve ser preservada com zelo e atenção, uma vez que constitui um dos pilares da soberania nacional e verdadeiro esteio de nossa política de defesa.

Presidente da Câmara dos Deputados

Mike Pompeo diz que Brasil não terá tratamento especial para entrar nos EUA

Mike Pompeo diz que Brasil não terá tratamento especial para entrar nos EUA


Compartilhe
Comente

Dum Leão

dumleao

Acesse e confira produtos incríveis…
Participe desse experiência.
3Cs – Confira! Compre! Compartilhe!