‘Nomadland’ vence principal prêmio do Festival de Veneza | Pop & Arte

‘Nomadland’ vence principal prêmio do Festival de Veneza | Pop & Arte

“Nomadland”, filme norte-americano sobre uma comunidade de moradores de vans que atravessa o oeste dos Estados Unidos, venceu neste sábado (12) o Leão de Ouro de melhor filme no Festival de Veneza.

O filme, dirigido por Chloe Zhao, tem Frances Mcdormand como uma viúva, em seus 60 anos, que transforma sua van em uma moradia móvel e pega a estrada, buscando empregos sazonais ao longo do caminho.

O diretor mexicano Michel Franco posa com o Leão de Prata – Grande Prêmio do Júri que recebeu por “Nuevo Orden” (Nova Ordem) no último dia do 77º Festival de Cinema de Veneza, em 12 de setembro de 2020 — Foto: Tiziana FABI / AFP

O júri, liderado pela atriz australiana Cate Blanchett, deu dois Leões de Prata para o segundo lugar, um para o diretor mexicano Michel Franco, pelo thriller “New Order”, e outro ao drama histórico japonês “Wife of a Spy”, de Kiyoshi Kurosawa.

Documentário sobre prisão de Caetano Veloso é exibido no Festival de Veneza

Documentário sobre prisão de Caetano Veloso é exibido no Festival de Veneza

Vanessa Kirby (à esquerda) recebe prêmio por Melhor Atriz por “Pedaços de Mulher”, no 77º Festival de Cinema de Veneza — Foto: Alberto PIZZOLI / AFP

O festival, às margens do Lido, foi o primeiro evento desse tipo a ser realizado diante de um público desde que a pandemia de coronavírus praticamente fechou o mundo do entretenimento.

Principais prêmios da 77ª edição do Festival de cinema de Veneza:

  • Leão de Ouro de melhor filme: “Nomadland”, de Chloe Zhao (Estados Unidos);
  • Grande Prêmio do Júri: “Nuevo Orden”, de Michel Franco (México);
  • Leão de Prata de melhor diretor: o japonês Kiyoshi Kurosawa, por “Wife of a Spy”;
  • Melhor roteiro: o indiano Chaitanya Tamhane, roteirista e diretor de “The Disciple”;
  • Prêmio especial do júri: “Dear Comrades”, de Andreï Konchalovski (Rússia);
  • Melhor atriz: a britânica Vanessa Kirby, por “Pieces of a Woman”, de Kornel Mundruczo;
  • Melhor ator: o italiano Pierfrancesco Favino, por “Padrenostro”, de Claudio Noce (Itália);
  • Prêmio Marcello Mastroianni de melhor intérprete jovem: o iraniano Rouhollah Zamani, protagonista de “Khorshid”, de Majid Majidi.

Ator e produtor italiano Pierfrancesco Favino recebe prêmio de melhor ator por “Padrenostro” no 77º Festival de Cinema de Veneza — Foto: Alberto PIZZOLI / AFP


Compartilhe
Comente

Dum Leão

dumleao

Acesse e confira produtos incríveis…
Participe desse experiência.
3Cs – Confira! Compre! Compartilhe!