Museu de Paris proíbe entrada de mulher por causa de decote de vestido | Mundo

Museu de Paris proíbe entrada de mulher por causa de decote de vestido | Mundo

Os seguranças do Museu d’Orsay, em Paris, um dos mais importantes da França, barraram a entrada de uma mulher que, na opinião deles, usava um decote muito grande. Ela só foi liberada depois de se cobrir.

Em uma rede social, o museu afirmou ter se arrependido do incidente e pediu desculpas.

A mulher se identifica apenas como Jeanne, uma estudante de literatura. Ela descreveu sua ida ao museu em um dia quente. Na entrada, ela ouviu que não poderia entrar.

Segundo sua carta, os funcionários não verbalizaram, no começo, o porquê da proibição. “Eu perguntei o que estava acontecendo, mas ninguém me respondeu. Eles encararam meus peitos. Não entendi o que estava acontecendo”, afirmou.

Os funcionários pediram para ela se acalmar e disseram que “regras são regras”, mas ninguém dizia qual era a regra que ela, supostamente, estaria violando.


Ainda de acordo com a carta, em um momento, quando perguntados sobre qual era o problema, os empregados acenaram para o decote e disseram “isso”.

Jeanne disse que, a princípio, se recusou a colocar uma jaqueta, mas, finalmente, concordou.

“Eu me pergunto se os empregados que queriam me barrar sabiam que estavam me objetificando sexualmente, que seguiam uma ordem machista, e, se quando eles chegaram em casa no fim do dia, pensaram que tinham direito de me desrespeitar”, escreveu ela.

Na carta, ela questiona “a lógica pela qual os representante de um museu nacional pode barrar o acesso ao conhecimento e à cultura com base em um julgamento arbitrário sobre decência da aparência de uma outra pessoa”.

Almoço na Relva e A Origem do Mundo

Dois dos quadros mais famosos do mundo por terem imagens de mulheres nuas estão expostos no Museu d’Orsay.

Reprodução do quadro ‘O Almoço na Relva’, de Edouard Manet — Foto: Reprodução

Um deles é O Almoço na Relva, de Edouard Manet. Ele mostra um grupo de quatro pessoas em um piquenique. Em primeiro plano, uma mulher nua encara o espectador.

O site do Museu d’Orsay tem um verbete sobre o quadro. “A presença de uma mulher nua entre homens vestidos não tem uma justificativa mitológica nem alegórica. Isso, e o vestido contemporâneo, fizeram com que a cena fosse considerada obscena aos olhos do público de então.”

O quadro foi rejeitado pelo salão de artes de 1863. Naquela época, havia uma exposição das obras rejeitadas, e essa imagem foi a principal atração.

O outro quadro famoso pela nudez é A Origem do Mundo, de Gustave Courbet. O quadro, “hoje exibido abertamente, tomou o seu lugar na história da pintura moderna”, de acordo com o site do próprio museu.


Compartilhe
Comente

Dum Leão

dumleao

Acesse e confira produtos incríveis…
Participe desse experiência.
3Cs – Confira! Compre! Compartilhe!