Congresso do Peru decide abrir processo de impeachment contra Vizcarra | Mundo

Congresso do Peru decide abrir processo de impeachment contra Vizcarra | Mundo

O Congresso do Peru aprovou nesta sexta-feira (11) a abertura do processo de impeachment contra o presidente Martín Vizcarra. Ele enfrenta grave crise política depois da divulgação de áudios em que pede a assessores que mintam em um inquérito parlamentar sobre sua relação com um ex-assessor investigado por contratos irregulares.

A gravação mostra Vizcarra conversando com duas assessoras sobre as idas de Richard Cisneros, um músico e ex-assessor do governo, ao palácio presidencial. Elas prestariam depoimento em um inquérito sobre esse ex-funcionário.

“É preciso dizer que ele entrou duas vezes”, pede Vizcarra. “O que fica claro é que nessa investigação todos estamos envolvidos”, acrescenta o presidente, nos áudios.

A aprovação da admissibilidade do impeachment recebeu 65 votos a favor da abertura e apenas seis contra, além de 24 abstenções. Os congressistas devem votar a saída de Vizcarra da presidência peruana na manhã da próxima sexta-feira, 18 de setembro.

Vizcarra assumiu o cargo de presidente do Peru em março de 2018, após a renúncia de Pedro Pablo Kuczynski, conhecido pela sigla PPK — envolvido nos escândalos da empreiteira brasileira Odebrecht no país vizinho.


No ano passado, Vizcarra se viu no meio de um embate com o Congresso, à época controlada pela oposição. Após imbróglio sobre uma reforma no sistema judiciário, o presidente peruano decidiu fechar o Parlamento e convocar novas eleições, manobra prevista na Constituição peruana.

Os parlamentares tentaram destituir Vizcarra e chegaram a nomear a vice Mercedes Araós, que prestou juramento. Ela, no entanto, desistiu da manobra para retirar o presidente do cargo e pediu renúncia. Em janeiro, os peruanos elegeram um novo Congresso.


Compartilhe
Comente

Dum Leão

dumleao

Acesse e confira produtos incríveis…
Participe desse experiência.
3Cs – Confira! Compre! Compartilhe!