11 consequências pela falta de beber água

11 consequências pela falta de beber água

Beber água é fundamental para manter o bom funcionamento do nosso organismo

Todo mundo sabe que beber água é importante para a saúde e que não dá para viver sem beber água, mas não é bem isso que as pessoas fazem. Tem sempre alguém que tem o hábito de não beber água por horas, que prefere um copo de refrigerante ou suco no lugar e assim por diante, sem ter consciência do mal que está fazendo a si mesmo.



Leia mais: ciência explica mitos e verdades  à respeito do benefício da água para pele


A água representa de 40% a 80% de todo o peso do nosso corpo. O ser humano consegue sobreviver sem água, no máximo, por quatro dias, em um período de clima quente. Se for em climas mais frios, esse tempo pode aumentar para sete dias, no entanto, isso não acontece sem prejudicar significativamente as funções vitais do indivíduo.


Consumo de água e seus benefícios (Foto:Reprodução/IG)


Muitas pessoas não sabem, mas não beber água pode levar à morte. No entanto, até o momento fatal, muita coisa ruim acontece dentro do corpo de alguém que não tem o costume de beber água e se hidratar corretamente.

Entenda o que acontece com o corpo humano quando não consumimos água:

A temperatura do corpo tende a aumentar

A transpiração e a eliminação dos líquidos por meio da urina são formas de o organismo eliminar impurezas e manter a temperatura ideal, de acordo com o clima externo. É por meio da hidratação constante que o corpo mantém a sua temperatura equilibrada.

Suor com odor mais forte

Quanto menos diluídas estão as toxinas que devem ser liberadas pelo corpo, mais forte será o odor do seu suor.

As funções intestinais e renais ficam prejudicadas

Os líquidos são fundamentais para o bom funcionamento dos rins e dos intestinos. Pessoas que bebem pouca água têm mais chances de ter constipações e até problemas renais graves. A falta de água também reduz o volume de sangue no organismo, o que pode afetar até o funcionamento do coração.

O corpo perde cerca de 2 litros de água

Sempre ouvimos a recomendação de que o ideal é beber cerca de dois litros de água por dia. Essa quantidade pode variar um pouco de pessoa para pessoa, mas essa conta não é aleatória. Dois litros é exatamente a quantidade de água que uma pessoa pode perder durante o dia, considerando as idas ao banheiro e também a transpiração natural. Por isso é tão importante fazer essa reposição e não ficar com preguiça de ir mais vezes ao banheiro.

Secura na boca e pele

Embora possa parecer óbvio, nem todo mundo presta atenção nos sintomas da sede. Pele e boca secas são sinais tardios, mas significam um forte indício de que você precisa aumentar a ingestão de líquidos.

Dores no corpo

A falta de água pode causar dores terríveis que podem levar o indivíduo a deixar de fazer as suas atividades normais e provocar muito mal estar em diversas áreas do corpo. Algumas das principais dores associadas ao problema são a dor de cabeça, a angina e as dores lombares. Por isso, quando começar a ter alguns desses sintomas, antes de verificar qualquer outra causa mais grave, observe se você esta consumindo as quantidades adequadas de água.

Irritabilidade e cansaço

Talvez você não saiba, mas a água participa de diversas reações químicas no organismo. Por exemplo: se o sistema nervoso é afetado, você pode ter um sintoma emocional, porque algumas proteínas não estão sendo quebradas pela água (hidrolisadas). Assim, pouca água pode resultar em irritabilidade e cansaço.

Câimbras

Os músculos também precisam de água para funcionar de modo adequado. Isso porque a contração muscular exige um certo equilíbrio da concentração de minerais, e a água é um elemento central para que algumas reações químicas aconteçam no corpo. Sem líquido suficiente, o resultado pode ser o aparecimento de cãibras.

Dor de cabeça e tonturas

Nosso cérebro é um dos órgãos que mais demanda água e a desidratação pode causar dor de cabeça e tontura. Isso acontece por várias razões. A explicação mais comum é que, quando há pouco líquido, ocorre uma contração dos vasos do cérebro, que gera uma sensação dolorosa. Ademais, sem água suficiente, algumas substâncias não estão diluídas, e o rim não consegue eliminá-las de uma maneira eficaz.

Tem o raciocínio prejudicado

Quando não tomamos água na quantidade adequada, as vistas e as funções cognitivas ficam seriamente prejudicadas. O cérebro, que tem cerca de 90% de seu volume composto por água, fica menos irrigado e prejudica atividades de concentração, leitura e raciocínio. Por isso, quando for fazer qualquer atividade que requeira uma atenção maior, lembre-se de encher sua garrafinha.

Corre mais riscos de ter uma série de doenças

Pressão alta, artrites, asma, colite, diabetes tipo II, colesterol e até alguns tipos de cânceres têm sua incidência relacionada com a má hidratação. É importante pensar que o ato de beber água é simples e está totalmente dentro do controle de qualquer indivíduo que consiga hidratar-se, sem depender de outras pessoas.

Portanto, esse hábito deve ser aprendido desde a infância para que o adulto consiga aproveitar de forma plena todos os benefícios que a água pode oferecer. Entre os idosos, esse hábito é ainda mais importante, pois esse público é ainda mais vulnerável a doenças e ficam mais suscetíveis à desidratação.

Por: Beatriz Ferrão

(Foto destaque: As consequências de não beber água. Reprodução/ElPais)



Compartilhe
Comente

Dum Leão

dumleao

Acesse e confira produtos incríveis…
Participe desse experiência.
3Cs – Confira! Compre! Compartilhe!