Samu registra redução do número de atendimentos em agosto em Salvador

Samu registra redução do número de atendimentos em agosto em Salvador

Após cinco meses de fluxo intenso no número de atendimentos, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) registrou, em Salvador, no mês de agosto, a maior queda de chamadas desde o início da pandemia.

Nos três primeiros meses, a contar de março, o aumento de pacientes foi bastante significativo. Em março, foram registrados 11.375 mil atendimentos, em abril o número elevou para 14.047 mil e em maio subiu para 16.166 mil.

A partir de junho, os índices começaram a cair, totalizando 13.048 mil. Em julho, seguiu decrescendo, alcançando 11.021 mil. E em agosto, teve uma redução ainda maior, fechando o mês com 8.511 mil atendimentos.

De acordo com o coordenador de Urgência e Emergência de Salvador, o médico Ivan Paiva, antes da pandemia a média de era de 8 mil.

“Com a chegada a doença, logo nos primeiros meses, tivemos um grande crescimento e chegamos a quase o dobro, com 16 mil atendimentos em apenas um mês. Além disso, nossa central 192 registrou um crescimento expressivo no número de chamados para tirar dúvidas e solicitar informações”, afirma.

“Mesmo com a queda em agosto, o número ainda foi acima do que a gente atendia antes da pandemia, mas dentro de uma variação normal. A gente tem feito ainda muitas transferências das UPAS para os leitos de UTI e enfermaria para tratamento da Covid-19, uma atribuição que não era nossa e passou a ser durante a pandemia. Esse é um fator que deve ser levado em consideração quando falamos em aumento do nosso número de pacientes atendidos”, acrescenta Paiva.




Compartilhe
Comente

Dum Leão

dumleao

Acesse e confira produtos incríveis…
Participe desse experiência.
3Cs – Confira! Compre! Compartilhe!