Bahia Produtiva é projeto referência para Angola

Bahia Produtiva é projeto referência para Angola

Trazendo benefícios a 41.638 famílias de agricultores familiares, o projeto Bahia Produtiva vem se consolidando como referência em desenvolvimento rural em todo o mundo. Durante dois dias, representantes do governo estadual se reuniram com gestores do Governo de Angola em um intercâmbio virtual.

No encontro, o Governo da Bahia pôde apresentar metodologias utilizadas pelo projeto, com a criação de áreas específicas, como Monitoramento e Avaliação do Projeto, Assistência Técnica e Extensão Rural e Ação de Segurança Alimentar, Inteligência de Mercado e da Comunicação.

De acordo com informações da Secretaria de Comunicação (Secom), o Bahia Produtiva é executado pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), que é vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), do Ministério da Agricultura e Pesca (Minagrip), que contam com o cofinanciamento do Banco Mundial.

“Procuramos um caminho que começa na manifestação de interesse por meio dos editais. Com isso, já dá a possibilidade de a comunidade interagir e mostrar que aquele projeto é viável. Para que o investimento seja consumado, analisamos, fazemos um plano de custeio, vemos o que o projeto precisa para ter um retorno financeiro, se tem sustentabilidade. Temos assim organizações bem estruturadas, com capacidade de se sustentar, e isso se deve a todos esses pontos que asseguram a viabilidade”, destacou o diretor-presidente da CAR, Wilson Dias..

Segundo Izabela Leão, gerente do projeto PDAC e especialista Sênior em Desenvolvimento Rural do Banco Mundial, o Bahia Produtiva é um projeto que vem aplicando recursos de forma efetiva.

“Nesse tipo de projeto, o Bahia Produtiva é o melhor projeto que eu já vi. Temos projetos semelhantes, mas o Bahia Produtiva é completo nas suas atividades, componentes e no capital humano, no compromisso pessoal e profissional com a agricultura familiar do Brasil”, declarou.

“Foi muito importante termos contato com um projeto que já teve grandes avanços. A Bahia está realizando um projeto similar, mas como várias iniciativas peculiares. Com certeza teremos um contato permanente para aprender e executar melhor nosso projeto. Esse intercâmbio nos abriu os horizontes. Agradecemos ao Governo da Bahia pela disponibilidade em compartilhar a experiência”, disse o coordenador do projeto PDAC, Pedro Dozi.

Alguns dos objetivos do projeto, que já investiu R$ 540,7 milhões em 1254 projetos com ações na Bahia, são: a inclusão produtiva e o acesso a mercados, segurança alimentar e nutricional, melhoria do acesso ao serviço de abastecimento de água e saneamento, infraestrutura básica necessária para apoiar a produção e a comercialização, entre outros.




Compartilhe
Comente

Dum Leão

dumleao

Acesse e confira produtos incríveis…
Participe desse experiência.
3Cs – Confira! Compre! Compartilhe!