Wakanda forever: o legado de Chadwick Boseman

Wakanda forever: o legado de Chadwick Boseman

A marca que o astro do filme Pantera Negra vai deixar na história

O ator Chadwick Boseman, que ficou muito conhecido como o Pantera Negra dos cinemas, morreu ontem aos 43 anos de idade após lutar bravamente por quatro anos contra um câncer de cólon. A tragédia desestabilizou o mundo todo pela surpresa e precocidade.



Boseman era muito mais que um artista em ascensão, o ator foi e sempre será uma das mais inspiradoras formas de representatividade de sua geração. Sua perda é irreparável, mas seu legado continua em papéis memoráveis que fez no cinema.


Em 2022, deveria estrelar a continuação do longa que o fez arrastar milhões de pessoas aos cinemas, Pantera Negra. Além de um sucesso de bilheteria há dois anos, com mais de 1 bilhão de dólares arrecadados em todo o mundo, a obra foi aclamada pela crítica e pelo público. Como resultado foi o primeiro filme de super-herói a disputou o Oscar de Melhor Filme em 2019.


Chadwick Boseman na entrega do Oscar. Foto/ Divulgação: Steve Granitz / WireImage


Além de um excelente ator, Boseman erá muito ativo nos movimento de direitos civis em seu país e no mundo, e usava seu reconhecimento alcançado nos filmes para ajudar a chamar a atenção para o grave problema de racismo nos EUA. O astro visitava hospitais constantemente para ajudar a aliviar o fardo de crianças que lutam diariamente contra o câncer. Ressentimento o ator doou 4,2 milhões de dólares em equipamentos de proteção para hospitais que atendem comunidades negras na luta contra o coronavírus. E com certeza fará mais falta fora das telas do que já fará nelas.

Carreira de representatividade

Depois do sucesso na Marvel, Boseman esteve em filmes como King: Uma História de Vingança, Marshall: Igualdade e Justiça e Destacamento Blood. Já no início da carreira, o ator interpretou os ícones negros Jackie Robinson em 42: A História de uma Lenda, que conta a história do primeiro jogador de beisebol negro da liga americana, e o cantor James Brown expoente da música em Get on Up. Em ambos, Boseman foi elogiado pelo trabalho nas telas.

Leia Mais: Chadwick Boseman, estrela de Pantera Negra, morre aos 43 anos

Mas foi realmente no papel de T’Challa que ele realmente ganhou o coração do grande público. Sua postura imponente como o rei de Wakanda, aliada a um sorriso sincero e contagiante, trouxeram uma renovação para o universo dos super-heróis e uma representatividade extremamente importante para população negra. Afinal, quantas crianças pretas não olharam admiradas para a tela quando Boseman gritou: “Wakanda Forever”. Carimbando assim o legado do primeiro filme de super-heróis com um protagonista negro, e majoritariamente feito por pessoas pretas.



Chadwick  já esta deixando muitas saudades, e toda a comunidade Nerd e cinéfila, além de colegas, amigos e fãs do do ator, como Jordan Peele, Emicida, Barry JenkinsIssa Rae, Brie Larson e muitos mais manifestaram seu luto nas redes sociais no dia de hoje.  Com a #WakandaForever, milhares de pessoas, famosas e anonimas, fizer o simbolo que imortalizou Boseman em forma de homenagem.

Um eterno lutador

Segundo informações da família, o ator lutava desde 2016 contra a doença que estava em estágio III e avançou para o estágio IV nos últimos quatro anos. E essa informação chocou mais ainda o público. Já que deixa claro o quando Boseman era, um guerreiro também fora das telas.

Ainda mais, porque a família de Boseman também relatou que vários filmes feitos nos últimos anos foram intercalados com cirurgias e sessões de quimioterapia, o que torna a história ainda mais forte e inspiradora.

Boseman não queria deixar que a doença parasse suas atividades no cinema e é tocante imaginar que ele conseguiu entregar performances tão incríveis, incluindo o próprio filme solo do Pantera Negra em 2018, enquanto cuidava da saúde, tudo isso com muita garra e coragem.



A partida de Chadwick Boseman é uma perda incomparável para qualquer fã de cinema, e até para quem nem gostava tanto assim de filmes. Já que Boseman era descrito como um pessoal incrível também fora das telas. No entanto, apesar de tristeza dessa perda irreparável para arte e, e principalmente familiares, fica a sensação de que Boseman cumpriu sua missão.

Ele levou para os cinemas a versão live-action de um herói extremamente importante para a Marvel, e todo o universo de super-heróis, foi um símbolo de heroísmo dentro e fora da tela e, com certeza, será lembrado por muitas crianças e adultos como referência de um super-herói negro nos cinemas. A partida é irreparável, mas o legado continuará vive em cada um de nós para sempre. “Wakanda Forever”.

Por: Jonathan Rosa

(Foto Destaque: Ator Chadwick Boseman como Pantera Negra. Reprodução/Disney/Marvel)



Compartilhe
Comente

Dum Leão

dumleao

Acesse e confira produtos incríveis…
Participe desse experiência.
3Cs – Confira! Compre! Compartilhe!