Se ligue nos links (25 de julho) | Blog do Helio Gurovitz

Se ligue nos links (25 de julho) | Blog do Helio Gurovitz

1) As candidatas a vacina da chinesa CanSino e da anglo-sueca AstraZeneca publicaram resultados promissores da segunda fase de testes clínicos na revista médica britânica The Lancet, analisados na Stat e na Nature. A Wired explica em reportagem por que a terceira fase ainda pode reservar surpresas desagradáveis. Reportagem na Nature conta como as descobertas da biotecnologia deram impulso às pesquisas com vacinas. Na Science, Jon Cohen constata o apoio crescente aos testes de desafio, que contaminam pacientes com vírus para testar o efeito de vacinas.

Estrutura de enzimas produzidas pelo Sars CoV-2 — Foto: Nature Communications/Reprodução

2) Pesquisadores brasileiros descrevem na Science as 427 variedades genéticas do novo coronavírus Sars-CoV2 para analisar a progressão da epidemia no país. Outro estudo na Science constata o efeito positivo das medidas de distanciamento social adotadas na China contra o vírus. A Nature Communications publica uma pesquisa de americanos e outra de suecos desvendando um mecanismo de camuflagem por meio de enzimas, adotado pelo vírus para infectar o organismo, que pode servir de alvo para novos tratamentos e vacinas. A Emerging Infectious Diseases analisa a transmissão do vírus entre mais de 59 mil sul-coreanos para identificar as situações de maior risco. Brasileiros publicam ainda na New England Journal of Medicine mais um estudo contestando a eficácia da cloroquina no tratamento da Covid-19.

‘Fique em casa!’, diz a frase em estêncil pintada com uma representação do coronavírus no chão de uma praça em Munique, na Alemanha — Foto: Sven Hoppe/DPA via AP

3) Outro estudo na Nature descreve uma estratégia matemática para otimizar o uso de testes para detectar o vírus. Na Stat, Sharon Begley explica, também matematicamente, por que testar mais não “cria mais casos”, como afirmou o presidente Donald Trump. Na New Yorker, Elizabeth Zerofsky narra a importância dos testes para o controle do surto de Covid-19 em Munique. Também na New Yorker, Jerome Groopman ensina por que, apesar da corrida veloz por uma vacina, é preciso dar tempo para a maturação das pesquisas sobre o vírus.

Morcegos são provavelmente a origem da pandemia atual de coronavírus — Foto: REUTERS via BBC

4) A Economist investiga as origens do coronavírus no Sudeste Asiático. Em artigo no USA Today, um grupo de cientistas suecos aponta a estratégia de imunidade coletiva adotada pelo próprio país como responsável pelo elevado número de mortes em comparação com os vizinhos escandinavos. No New York Times, um sino-americano pergunta se seu tio teria sobrevivido à Covid-19 caso tivesse permanecido na China. A Pex descreve como o vírus tem testado democracias pelo mundo. A Economic History Review descreve o impacto econômico das doenças infecciosas ao longo da história.


Pedra furada, no Parque Nacional da Serra da Capivara, no Piauí, onde foram encontrados vestígios humanos tidos como os mais antigos das Américas — Foto: Celso Tavares/G1

5) Comentário na Nature discute novas evidências confirmando a presença humana nas Américas há mais de 20 mil anos.

Prédio do ‘New York Times’, em Nova York, em imagem de abril de 2016 — Foto: Don Emmert/AFP

6) No New York Post, Michael Goodwin lembra que ancestrais dos proprietários do New York Times, jornal hoje conhecido pela campanha contra o racismo, foram donos de escravos.

O presidente chinês, Xi Jinping, ergue taça de vinho — Foto: Getty Images via BBC

7) Na Foreign Policy, Elizabeth Braw sugere que a China de Xi Jinping tem muito a aprender com a Alemanha Oriental.

Homem lê a edição do ‘Bild’ em Berlim — Foto: AP

8) No Guardian, Thomas Meaney traça o perfil do editor do tabloide alemão Bild, que escolheu a chanceler Angela Merkel como alvo.

Boutique da Nespresso em Miami — Foto: Miami Store

9) Também no Guardian, Ed Cumming narra a ascensão e a decadência do café Nespresso.


Compartilhe
Comente

Dum Leão

dumleao

Acesse e confira produtos incríveis…
Participe desse experiência.
3Cs – Confira! Compre! Compartilhe!