Shopping centers da capital se preparam para retomada

Shopping centers da capital se preparam para retomada

Em meio ao alcance do índice de 75% de ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), necessário para o início da fase um do protocolo de reabertura das atividades, os shopping centers de Salvador já estão preparados para a retomada das atividades presenciais, que podem acontecer nesta sexta-feira, 24. Fechados há 121 dias, os centros comerciais usaram o período para se organizar e atender diversas medidas de segurança sanitária.

Na capital, o Decreto Municipal 32.589 listou cerca de 40 medidas no protocolo setorial de shopping centers, centros comerciais e assemelhados, que devem ser seguidos para a reabertura dos ambientes. A principal delas é o horário de funcionamento, que será de segunda-feira a sábado, das 12h às 20h. Entre as indicações, destacam-se, ainda, a capacidade máxima de ocupação, que será de uma pessoa a cada 9m² de área total do empreendimento e, dentro das lojas, de uma pessoa a cada 5m² da área de cada loja, entre outras recomendações.

No shopping Barra (av. Centenário, Barra), por exemplo, medidas como o acesso restrito às lojas, elevadores com limite do número de pessoas, distância de três degraus entre uma pessoa e outra nas escadas rolantes, assim como o distanciamento necessário na fila dos caixas são medidas que farão parte da reabertura do centro. Haverá sinalizações no piso indicando o fluxo de ida e vinda, mantendo o distanciamento mínimo estipulado.

No entanto, para todo esse processo de adequação, foi necessária muita pesquisa, inclusive seguindo modelos que deram certo na Europa e Ásia, conforme explica Karina Brito, gerente de marketing do Barra. “Todo nosso trabalho foi para realizar adequações a protocolos de higienização e saúde. Fizemos, também, muita pesquisa, tanto no Brasil como na Europa e Ásia, que já passaram por esse processo de reabertura da economia antes da gente”, destaca. De acordo com Karina, nessa reta final os protocolos do shopping estão sendo ajustados ao protocolo da prefeitura, uma vez que o local já possuía um rol de medidas de segurança e higienização, visando deixar o ambiente previamente preparado para o momento de retomada das atividades.

Situação parecida acontece no Itaigara, shopping center no bairro homônimo, que adotou a comunicação visual, com mensagens educativas e orientacionais, como importante aliado nesse momento. No estabelecimento, além das medidas adotadas em virtude do protocolo interno de segurança, como o uso obrigatório de máscaras e a medição de temperatura e higienização das mãos, optou-se pela permanência do serviço drive-thru, dessa forma os clientes podem comprar pelo e-comerce ou televendas e buscar a mercadoria no local, sem precisar sair do carro. Por outro lado, a praça de alimentação e cinemas não funcionarão – os alimentos devem ser retirados nos locais ou recebidos por delivery.

Raios ultravioleta

Entre as medidas adotadas pelo shopping Bela Vista (Cabula), destaca-se a importação da Alemanha de uma tecnologia que emite raios ultravioleta nos corrimãos das escadas rolantes, o que impede a propagação de qualquer tipo de vírus. O dispositivo para corrimão irradia luz ultravioleta com ação germicida e esterilizadora a uma curta distância do corrimão.

“Investimos mais de R$ 300 mil na preparação e trouxemos o que há de melhor em tecnologia do mercado internacional para o shopping. Estamos prontos para receber os clientes com toda a segurança que o momento exige”, assegura Vaneilton Almeida, superintendente do Bela Vista.

No Salvador Shopping (av. Tancredo Neves) e Salvador Norte Shopping (São Cristóvão), o Grupo JCPM, responsável pelos empreendimentos, implantou o Check Saúde, aplicativo para monitoramento da saúde de todos os colaboradores. O público interno tem que diariamente preencher um questionário para que seja avaliado o estado de saúde. “Caso algum dos colaboradores apresente sintomas, um médico entrará em contato para verificar se é algo que pode comprometer“, destaca Fernando Rocha, diretor regional de operações para a Bahia e Sergipe do Grupo JCPM.

Estacionamentos

Em meio às diversas medidas adotadas para garantir a segurança de funcionários e clientes, existe ainda a redução em 50% da capacidade dos estacionamentos, para que seja possível preservar o distanciamento necessário entre os veículos. O método foi aplicado como uma das medidas do Shopping da Bahia (Av. ACM, Iguatemi), que aguarda a reabertura com muita expectativa, conforme conta Ewerton Visco, diretor regional da Aliansce Sonae, empresa que administra o centro de compras.

“É uma expectativa muito grande, já são quatro meses de shopping fechado. Então, as pessoas estão sem poder atender desejos, vontades e necessidades. Teremos esse momento com muita preocupação em atender nossos lojistas e funcionários para preservar a saúde e o emprego dessas pessoas”, diz Visco.

Na opinião do presidente da Fecomércio-BA, Carlos Andrade, o momento de retomada foi escolhido com muita prudência, oferecendo assim, segurança para o consumidor. “Quem mantém o comércio, é o consumidor. Não queremos o nosso consumidor doente, mas consumindo sempre. Nós nos preparamos muito, estamos preparados para esse momento”, garante.

* Sob a supervisão do jornalista Luiz Lasserre




Compartilhe
Comente

Dum Leão

dumleao

Acesse e confira produtos incríveis…
Participe desse experiência.
3Cs – Confira! Compre! Compartilhe!