“Não tínhamos um plano B”, diz presidente do PDT sobre saída de Leo Prates

“Não tínhamos um plano B”, diz presidente do PDT sobre saída de Leo Prates

O atual secretário municipal da Saúde, Leo Prates, desistiu de se candidatar à Prefeitura de Salvador e manteve-se na gestão da pasta. Com isso, o Partido Democrático Trabalhista (PDT), que iria integrar a chapa de Prates, está analisando qual as opções do partido para as eleições 2020.

Segundo o deputado federal e presidente do PDT na Bahia, Félix Mendonça Júnior, que participou na manhã desta segunda-feira, 20, do ‘Isso é Bahia’, na rádio A TARDE FM, Leo Prates saiu da candidatura após uma conversa com o partido. Ambos concluíram que uma saída de Prates da Saúde, durante uma pandemia, poderia causar problemas. Com isso, o partido está em busca de um plano B.

“Nós estávamos com um candidato, que é Leo Prates, e não tínhamos um plano B. Esta candidatura de Leo Prates, em primeiro momento, não foi à praça por causa da pandemia da Covid-19. E agora, de novo, antes mesmo do TSE [Tribunal Superior Eleitoral] responder nossa consulta, se poderia ou não ser candidato, decidimos em conjunto com o partido que ainda não estava na hora dele sair da Saúde, porque isso poderia gerar alguma conturbação”, explica o deputado.

Félix Mendonça também informou que está conversando com outras lideranças políticas, a exemplo da deputada Alice Portugal e do senador Ângelo Coronel, para formalizar um novo plano nas eleições 2020. O presidente do PDT na Bahia também aproveita a entrevista para criticar a ideia polarizada de que o partido só tem como opções lançar candidato próprio ou vice de Bruno Reis (DEM).

“Quando se fala que nós temos duas opções, lançar candidatura própria ou lançar vice de Bruno Reis, está dando um caminho de vice que nós nunca discutimos. Pode ser uma possibilidade, mas pode ser com outro partido também”, comenta.




Compartilhe
Comente

Dum Leão

dumleao

Acesse e confira produtos incríveis…
Participe desse experiência.
3Cs – Confira! Compre! Compartilhe!