Homem é ouvido pela polícia após incêndio em catedral gótica de Nantes | Mundo

Homem é ouvido pela polícia após incêndio em catedral gótica de Nantes | Mundo

No dia seguinte ao incêndio que danificou a catedral gótica de Nantes, no oeste da França, um voluntário da diocese foi colocado sob custódia policial neste domingo (19), enquanto os agentes trabalham para tentar determinar a origem do fogo.

O procurador da República de Nantes, Pierre Sennès, afirmou que o voluntário era o responsável por fechar a catedral na sexta-feira (17) à noite e os investigadores desejam saber o que ele fez nas horas que antecederam o incêndio na catedral São Pedro e São Paulo.

Sennès ressaltou, no entanto, que “qualquer interpretação que possa implicar essa pessoa na prática dos fatos é prematura e precipitada”.

Incêndio destrói parte da catedral de São Pedro e São Paulo em Nantes, na França

Incêndio destrói parte da catedral de São Pedro e São Paulo em Nantes, na França

O fogo na catedral de São Pedro e São Paulo, um edifício do século XVI, destruiu no sábado vitrais e obras de arte, incluindo o grande órgão.

Uma fumaça preta foi vista saindo entre as suas torres, mas não chegou a atingir o telhado da construção. Nenhum vestígio de invasão do acesso externo foi constatado, segundo o procurador.

O incêndio reviveu as dolorosas lembranças do incêndio da catedral de Notre-Dame de Paris em 15 de abril de 2019, mesmo que o fogo tenha sido rapidamente contido. Ninguém ficou ferido.

O padre Hubert Champenois, reitor da catedral, afirmou que “tudo estava em ordem” na sexta-feira à noite. “Todas as noites, antes de fechar, é realizada uma inspeção muito precisa”, afirmou.

Mas há muitas dúvidas sobre a origem do incidente, porque foram observados “três focos de incêndio separados” dentro da catedral.

“Entre o grande órgão, que fica na fachada do primeiro andar, e os outros focos há uma distância substancial”, observou o procurador no sábado.

Desde a tarde de sábado, especialistas em incêndio do laboratório da polícia científica e técnica trabalham para tentar determinar a origem do incidente como parte da investigação aberta por “incêndio intencional”.

O primeiro-ministro Jean Castex, acompanhado pelos ministros do Interior, Gérald Darmanin, e da Cultura, Roselyne Bachelot, visitou Nantes no sábado à tarde, em homenagem “à dedicação e ao grande profissionalismo dos bombeiros mobilizados desde o início do incidente e que o administraram com eficiência notável”.

Ele prometeu que o Estado “fará sua parte” na reconstrução, “que eu desejo que aconteça o mais rápido possível”.

A construção da catedral de São Pedro e São Paulo, em estilo gótico extravagante, durou vários séculos (de 1434 a 1891).

Essa não é a primeira vez que a catedral é atingida por um incêndio. Em 1972, o telhado da igreja, construída entre o século XV e XIX, ficou destruído. Os trabalhos de reparação duraram 13 anos.


Compartilhe
Comente

Dum Leão

dumleao

Acesse e confira produtos incríveis…
Participe desse experiência.
3Cs – Confira! Compre! Compartilhe!