“Será uma missão democrática”, diz especialista sobre eleições 2020

“Será uma missão democrática”, diz especialista sobre eleições 2020

A mudança das datas das eleições de 2020 para novembro não foi apenas uma tentativa de manter a saúde da população, mas de manter a saúde da democracia, como explicou o advogado e professor de Direito Eleitoral, Tiago Ayres, durante entrevista na manhã desta sexta-feira, 10, para o ‘Isso é Bahia’, na Rádio A TARDE FM.

Para o jurista, a mudança das datas configura além de uma “festa democrática, uma missão democrática”. Isso ocorre, segundo Tiago, porque também houve uma inversão de valores com a pandemia.

“A todo momento das nossas relações pessoais falamos dos nossos direitos e lutamos sempre pedindo socorro à Constituição Federal. Mas neste momento é ela que pede socorro a nós, ela quem pede a nossa ajuda para preservação da nossa democracia em um momento tão difícil de pandemia”, frisou.

“Por isso digo que é uma grande missão que estamos passando. Os ajustes foram feitos para se preservar, primeiro, aquilo que é mais relevante que é a saúde do povo brasileiro e, segundo, para preservar a saúde da nossa democracia”, avaliou Tiago.

Fake news

O advogado Tiago Ayres, que também é mestre pela Universidade Federal da Bahia (Ufba), acredita que a forma de lidar com a propagação das notícias falsas está sendo feito de forma equivocada.

“As pessoas mais vulneráveis às fake news não são aqueles com nível de escolaridade menor, como muitos afirmam, mas sim aqueles que têm posição política, que tem um certo engajamento ideológico”, afirmou o advogado.

Tiago defende que a maneira mais eficaz de se combater as fake news é conscientizando a população. “Não entendo que seja o melhor caminho enfatizar essas abordagens de controle. O que nós devemos fazer é mergulhar em um processo de conscientização”, sugeriu.

Para ele, veículos de credibilidade estarem conversando sobre o assunto é um sinal que o caminho da conscientização está sendo tomado de forma clara. Na oportunidade, agradeceu e parabenizou, também, o ‘Isso é Bahia’ e o Grupo A TARDE pela iniciativa e espaços cedidos para o debate.

“Todos os esforços têm sido realizados por diversas instituições e diversos veículos, de modo que hoje estamos em um patamar de compreensão e tratamento dessa demanda das fakes news melhor do que há alguns anos. Mas não há nada de bom que não possa ser melhorado”, salientou.




Compartilhe
Comente

Dum Leão

dumleao

Acesse e confira produtos incríveis…
Participe desse experiência.
3Cs – Confira! Compre! Compartilhe!