“Continuamos defendendo o afastamento de Bolsonaro”, diz líder do PSB na Câmara

“Continuamos defendendo o afastamento de Bolsonaro”, diz líder do PSB na Câmara

O deputado federal e líder do Partido Socialista Brasileiro (PSB) na Câmara dos Deputados, Alessandro Molon, afirma que o partido continua defendendo o impeachment do presiente Jair Bolsonaro (sem partido). A declaração foi feita na manhã desta quarta-feira, 1º, durante entrevista ao programa ‘Isso é Bahia’, da rádio A TARDE FM.

Segundo o deputado, o processo de afastamento de Bolsonaro da presidência estaria mais distante atualmente, por causa de uma aproximação política com o Centro. “Ele conquistou o apoio de partidos do Centro, com a velha política de distribuição de cargos”, disse.

Molon ressalta que a preocupação maior do presidente seria com o Poder Judiciário. “A situação dele continua mais complicada na Justiça, com o envolvimento de amigos e familiares em crimes de milícia, em lavagem de dinheiro e outros crimes graves de corrupção”.

Bolsonaro na pandemia

O líder do PSB na Câmara destaca que Bolsonaro seria “um presidente incapaz de enfrentar esta pandemia”.

“Lamentavelmente, o Brasil avança rapidamente na escalada de mortes da pandemia, e o governo Federal não apresentou nenhum planejamento para enfrentar isso”, disse Alessandro.

E completou: “O presidente da República sabotou o tempo inteiro o distanciamento social, que é recomendado pelas autoridades médicas; insistiu em um remédio que não há comprovação científica; demitiu dois ministros da Saúde e botou agora um general que nem médico é. Isso é um desastre para o Brasil”.

Renda básica

O deputado federal também defende a criação de uma renda básica para os brasileiros. Segundo ele, além da distribuição de renda menos desigual, isso iria favorecer o reaquecimento da economia.

“É uma medida com impacto econômico positivo. As pessoas com menos recursos acabam recebendo e usando este dinheiro para garantir seu sustento. Portanto, elas compram e este dinheiro volta para o mercado”, explica.

Molon utiliza como exemplo a possibilidade de comprar mais pão por ter dinheiro: seria mais pão vendido na padaria, logo haveria mais emprego na padaria e a compra de um forno novo. A indústria que fabrica forno vai gerar mais emprego também”.

De acordo com Molon, o PSB acredita que esta renda básica deve ter foco nas crianças, que ele chama de renda básica infantil. “Isso iria garantir que as próximas gerações tenham condições de construir um Brasil melhor”, finaliza o deputado.




Compartilhe
Comente

Dum Leão

dumleao

Acesse e confira produtos incríveis…
Participe desse experiência.
3Cs – Confira! Compre! Compartilhe!