Soteropolitanos adaptam a festa junina para a época de isolamento

Soteropolitanos adaptam a festa junina para a época de isolamento

Os festejos juninos marcados pelas cores e sabores típicos não serão deixados de lado por conta da pandemia. Para aproveitar a festa, dentro da nova realidade, famílias têm se organizado para um jeito diferente de comemorar. A ideia é vista de maneira positiva por psicólogos que ressaltam a necessidade dos momentos de lazer durante o isolamento.

Acostumada a aproveitar a festa em Santo Antônio de Jesus (a 193,5 km de Salvador), a professora Ruth Santos, 43 anos, passou quase todo o mês de junho preparando a casa com o filho João Gabriel, 11 anos. “Botei ele pra fazer toda a decoração, me ajudar a colocar as bandeirolas, fizemos decorações com pipoca, tudo isso para poder ocupar o tempo e deixar a quarentena mais leve”.

Na tarde de ontem, as roupas quadriculadas que ela, o marido e os dois filhos irão usar na noite de São João já estavam reservadas. Só faltava a canjica feita pelo marido. “Hoje, vamos ralar o milho e preparar doces”, contou. O som ficará por conta das lives feitas por diversos artistas.

Quem também vai passar o São João este ano ouvindo o tradicional forró, pela internet, é a universitária Beatriz Matos, 21 anos, com os pais e o namorado. “Sempre viajo. Organizamos uma coisa simples para tentar distrair a mente”, contou.

O psicólogo Eli Samuel vê com bons olhos as iniciativas. “ O lazer, o entretenimento e a confraternização são fatores essenciais para o ser humano. É positivo em qualquer momento”, disse.

*Sob a supervisão da editora Meire Oliveira




Compartilhe
Comente

Dum Leão

dumleao

Acesse e confira produtos incríveis…
Participe desse experiência.
3Cs – Confira! Compre! Compartilhe!